Pré-sal ou Venezuela? Vídeos viralizam na rede com argumentos distintos sobre a origem e as causas do vazamento de óleo nas praias do Nordeste

[elementor-template id=”1037″]

Seguimos com a checagem das notícias divulgadas nas mídias digitais sobre o vazamento de oléo do Nordeste (link da primeira matéria). Em entrevista ao site Bereia, a professora Olívia informou que o Lepetro/UFBA – laboratório responsável pelo estudo para identificar as causas do vazamento de óleo –  possui capacidade técnica (composta por Complexo Laboratorial e Recursos Humanos) altamente especializada em Geoquímica do Petróleo. “Consideramos nosso dever institucional a realização de tais análises, uma vez que temos tido investimentos e parcerias há aproximadamente 19 anos em tal expertise”, afirma.  

Quanto à hipótese de que o vazamento é criminoso, Olívia explica que cabe aos órgãos responsáveis pela investigação responder. Nesse momento, o Lepetro está concentrado em esforços para identificar a assinatura do material (bacia petrolífera a qual o petróleo foi gerado e produzido; apresentação de processos de remediação do petróleo; estudos oceanográficos (correntes); reuniões com comunidades ribeirinhas afetadas, para esclarecimentos técnicos; e coleta de amostras para estudos multidisciplinares. 

Na internet, circulam vídeos com imagens que comprovariam que o vazamento provém da região de Canturra, no Norte da Venezuela com a seguinte mensagem:  

Então, agora ajude a espalhar isso também: 

E por onde estarão a ONU, o Papa, os ativistas do Greenpeace, os ambientalistas do mundo, a menina autista e o Macron, neste momento, após essa divulgação? 

*Próximo ao Terminal de passageiros de Cantaura, no norte da Venezuela, esse rio desemboca no Atlântico! 

Entendeu? 

Façamos com que essas imagens cheguem à Marinha do Brasil, e aos demais órgãos de controle e Governo, com urgência! 

E também circula um vídeo (veja logo abaixo) de Ernesto Cerino, afirmando que o vazamento provém do Pré-sal. 

ATENÇÃO A GLOBO NÃO ESTÁ INFORMANDO A VERDADE SOBRE O DERRAME DE ÓLEO NO NORDESTE: 

O derrame de óleo no Nordeste foi provocado por operadoras estrangeiras vencedoras da partilha do Pré-sal em Tupy.  

Engenheiros da Petrobras no anonimato estão denunciando, que vem do fundo do oceano. Eles estão utilizando um método não aplicado pela Petrobras de alta pressão para a retirada do petróleo das jazidas do Pré-Sal partilhada,  o mesmo metodo  utilizado pela Chevron na bacia de Campos que causou uma grande fissura no leito do mar e derramento de óleo na bacia de Campos à anos atrás. 

ASSISTA AJUDE A DIVULGAR 

No link abaixo, a agência Xeque apresenta o referido vídeo e a checagem conclui que o conteúdo é falso. O apresentador afirma ter conversado com um grande engenheiro e especialista em pré-sal, mas não cita o nome da fonte. A partir dessa conversa, ele obtém a seguinte informação: 

O DNA do petróleo já foi definido pela UFBA como petróleo venezuelano. A origem também foi mapeada pela COPPE da UFRJ do Rio de Janeiro. A causa dessa operação (o derramamento de óleo) é o embargo americano ao petróleo venezuelano promovendo um mercado paralelo, os petroleiros mulas (…).  

De acordo com a entrevista concedida ao site Bereia, pela pesquisadora responsável pelo estudo da Lepetro (UFBA), os especialistas estão  trabalhando para  identificar a assinatura do material (bacia petrolífera a qual o petróleo foi gerado e produzido). O estudo da COPPE não concluiu que a origem do éoleo era venezuelana, mas sim que não era do Brasil.  

As checagens feitas até o momento, apontam para a inclusão da origem do vazamento, apesar de inúmeras matérias sugerirem que a origem está comprovada. Seguimos checando essa notícia.