Pastor da Assembleia de Deus membro do gabinete paralelo do MEC não tem ligações com o PT

* Matéria atualizada às 15:45 de 31/03/2022

Circula em aplicativos de mensagens instantâneas e portais de notícias religiosos rumores sobre a existência de um dossiê que busca estabelecer conexões entre o pastor da Assembleia de Deus (AD) Arilton Moura com o Partido dos Trabalhadores (PT). Moura, juntamente com o também pastor da AD Gilmar Santos, está sendo acusado de favorecer o repasse de verbas do Ministério da Educação a determinadas prefeituras  municipais através de propina.

Segundo conteúdo em circulação, o suposto dossiê contém capturas de telas, documentos oficiais e fotos que denunciam a ligação de Arilton Moura com o PT.  

Ministro da Educação, Milton Ribeiro, com os pastores Arilton Moura (ao fundo) e Gilmar Santos em culto em Goiânia (GO).
Imagem: Correio Braziliense.

Arilton Moura e o gabinete paralelo do MEC

Envolvido em uma série de escândalos ligados ao Ministério de Educação (MEC), ao agora ex-ministro da pasta o pastor presbiteriano Milton Ribeiro e ao “balcão de negócios do MEC”, Arilton Moura é pastor da Assembleia de Deus Ministério Cristo para Todos e tinha influência direta sobre o repasse de verbas do Ministério. Atuando como Assessor de Assuntos Políticos da Convenção Nacional de Igrejas e Ministérios das Assembleias de Deus no Brasil, foi na gestão de Milton Ribeiro que Moura se tornou assessor informal do MEC, ajudando a planejar a liberação de verbas e recursos da pasta. 

Junto com Gilmar Santos, pastor presidente do Ministério Cristo para Todos e da Convenção Nacional de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus no Brasil (CONIMADB), além de diretor do ITCT (Instituto Teológico Cristo para Todos), Moura foi levantado por jornalistas investigativos participou de 22 agendas das pastas ministeriais, como facilitador do diálogo entre ministro e prefeituras municipais. Suas reuniões eram acompanhadas por prefeitos de municípios que após os encontros eram agraciados pela liberação de verbas do MEC.  

Em investigação realizada a pedido da Procuradoria Geral da República, Moura e Santos estão sendo acusados de corrupção passiva, tráfico de influência, prevaricação e advocacia administrativa. Dentre as acusações que pesam contra o pastor Moura estão o repasse de verbas para obras missionária de sua igreja fora de país, o pedido de 15 mil reais para liberação de verbas destinadas à construção de uma escola municipal em Bonfinópolis (GO), a solicitação de pagamento, em barra de ouro, por favores por ele prestados, e o uso de sua influência para captação de mais de 100 mil reais para a criação de sua faculdade, a “Faculdade ITCT” (Instituto Teológico Cristo para Todos), criada em 08 de março de 2021, na Junta Comercial de Goiás. 

A investigação teve início após uma gravação divulgada pela Folha de São Paulo, em que o então Ministro da Educação disse que priorizava “amigos” dos pastores a pedido do próprio Presidente Jair Bolsonaro (PL).“Foi um pedido especial que o Presidente da República fez pra mim sobre a questão do pastor”, afirma Milton Ribeiro, “porque minha prioridade é atender primeiro  os municípios que mais precisam e, em seguida, atender a todos que são amigos do pastor Gilmar”.  Arilton Moura e Gilmar Santos haviam assumido seus postos como facilitadores do diálogo entre MEC e prefeituras graças a seu desempenho junto à assessoria política prestada às Assembleias de Deus. 

Em nota publicada pela Convenção Geral dos Ministros das Igrejas Assembleia de Deus do Brasil (CGADB), em 22 de março passado , a organização afirma que os pastores Gilmar Silva dos Santos e Arilton Moura não representam os interesses da comunidade. 

Imagem: reprodução do Instagram

As supostas ligações com o PT

Diante da série de escândalos que envolvem o Ministro da Educação e os pastores, têm circulado nas mídias sociais de apoiadores do presidente da República e em notícia pela imprensa, tentativas de vincular o pastor Arilton Moura ao Partido dos Trabalhadores (PT), em provável tentativa de colocar o foco no pastor assembleiano e tirar o governo de Jair Bolsonaro do centro do caso de corrupção no MEC.

Além do suposto dossiê, uma das informações que estão sendo alarmadas é a de que o pastor Arilton Moura estaria ligado ao PT, pois já havia prestado serviços como assessor indireto da ex-governadora pelo PT no Pará Ana Júlia Carepa nos anos de 2007 a 2011, o que de fato ocorreu.

No Diário Oficial do Estado do Pará, Moura é citado em duas ocasiões. A primeira delas é de 13 anos atrás, em 2009, quando o pastor foi nomeado “Para representar o Governo do Estado do Pará, em reunião institucional com líderes das comunidades cristãs do Brasil”. Já a segunda ocasião foi em 2010, quando o pastor foi destinado “para coordenar a equipe de preparação e da infra-estrutura de atendimento às comunidades dos referidos municípios [Mojú, Tailândia e Goanésia].”

No período em questão, final da primeira década dos anos 2000 e início da segunda, lideranças evangélicas, incluindo as das Assembleia de Deus, e partidos políticos relacionados a elas, participavam da base do governo federal sob a liderança do PT, o que se refletia em governos estaduais e municipais em várias regiões do Brasil. Esta constatação aparece em pesquisas acadêmicas, como a do Prof. Ricardo Mariano.

No segundo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), de 2014 a 2016, este quadro foi alterado não só com a retirada do apoio como com a participação dessas lideranças religiosas e os partidos de sua vinculação na campanha pelo impeachment da governante. Seguiu-se a isto a significativa mudança de rumo na articulação destas forças políticas que não só passaram a fazer oposição e demonizar o PT,  como compuseram a aliança pela eleição do candidato de extrema direita à Presidência da República, em 2018, Jair Bolsonaro. Esta constatação está também presente em pesquisas acadêmicas sobre o tema, mas resulta, especialmente, da observação da conjuntura com a composição do governo Bolsonaro, a partir de 2019, marcada pela ocupação de cargos por evangélicos, pela presença de lideranças das diferentes vertentes (ministérios e convenções) das Assembleias de Deus na base do governo no Congresso Nacional e em periódicas reuniões com o Presidente da República e pela concessão de benefícios fiscais e de outros apoios a atividades destas igrejas, o que se encontra em fartos registros na Câmara Federal e no Senado e no Diário Oficial da República.

A retirada do foco do ministro Milton Ribeiro

Em suas mídias sociais, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo Silas Malafaia e o deputado federal da mesma igreja, presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Sóstenes Cavalcante, também acusam Moura de estar ligado ao PT. Em seu perfil no Twitter, Sóstenes Cavalcante afirma estar reunindo provas contra Moura, já  Malafaia se pronunciou em suas redes e em vídeo que afirma a participação de Moura, juntamente com o Secretário Executivo do Consórcio do Nordeste, na compra de respiradores a empresas fantasmas feita pelo Consórcio Nordeste à época presidido pelo governador da Bahia Rui Costa (PT).  

Quanto à participação política de Arilton Moura junto ao PT, Bereia obteve informações com uma fonte vinculada ao segmento evangélico e ao PT do Pará. Ela informou que “[o pastor] nunca foi filiado no PT, e sempre foi um crente lobista da Assembleia de Deus que transitava em todos os gabinetes desde os governos anteriores ao [da ex- governadora] Ana Júlia Carepa.” 

Quanto aos trabalhos prestados pelo pastor Arilton Moura à ex-governadora petista,  esta fonte informou ao Bereia que, possivelmente, a nomeação para atuações especificas se deu para apaziguar as tensões entre a mandatária e evangélicos paraenses, e não por alguma indicação do Partido dos Trabalhadores. 

Pr. Arilton sempre foi recebido com respeito, atenção e muita paciência por nós, mas nunca obteve nossa confiança. Muitas vezes reclamava para que ajudasse a resolver o problema da nomeação que ele queria no gabinete de Ana Júlia, então respondíamos que não era de nossa autoridade essa missão.

Sobre a presença do pastor na comunidade evangélica a liderança afirmou:

Pastor Arilton, pelo seu sonho de enriquecimento “abençoado”, acabou conseguindo chegar na mídia com a corrupção, por conta do que aprendeu a praticar a partir da orientação de seus líderes evangélicos. É um negociador de recursos públicos. Um lobista. Sua história é de um trânsito em todos os gabinetes conforme a ocasião favorece, mas sob orientação dos “chefes”. Ele não é um pastor de ensinamento religioso, ou pregador, a missão dele é captar recursos para a Igreja.

Até a publicação desta matéria, Bereia não conseguiu ter acesso ao dossiê em questão.

****
Bereia classifica como IMPRECISOS os boatos de que o pastor Arilton Moura, investigado por sua participação nos escândalos recentes do MEC, possua relações recorrentes com o Partido dos Trabalhadores (PT). Não há, de acordo com a liderança religiosa filiada ao partido, vínculos entre o pastor  e o PT, para além do fato de ter prestado serviços ao governo estadual do Pará durante o mandato de Ana Júlia Carepas, há 13 anos. Ainda, as acusações feitas por apoiadores do governo de Jair Bolsonaro contra este pastor carecem de  comprovação , configurando-se como especulação, provavelmente com vistas a retirar o foco da responsabilidade sobre as irregularidades na gestão do ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, sob a orientação do presidente Jair Bolsonaro.

Referências de checagem:

Folha de São Paulo 

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2022/03/audio-sobre-bolsonaro-e-balcao-de-negocios-do-mec-derrubaram-milton-ribeiro-entenda.shtml acesso 30 de mar. de 2022

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2022/03/ministro-da-educacao-diz-priorizar-amigos-de-pastor-a-pedido-de-bolsonaro-ouca-audio.shtml acesso 30 de mar. de 2022  

Revista Cenarium 

https://revistacenarium.com.br/desgaste-eleitoral-bolsolao-do-mec-derruba-ministro-milton-ribeiro-e-preocupa-planalto/ acesso 30 de mar. de 2022 

Valor Econômico

https://valor.globo.com/politica/noticia/2022/03/28/saiba-quem-milton-ribeiro-o-4-ministro-da-educao-de-bolsonaro-a-cair.ghtml acesso 30 de mar. de 2022 

O Globo 

https://oglobo.globo.com/brasil/educacao/pastores-atuam-na-intermediacao-de-repasses-de-recursos-do-mec-para-prefeitos-diz-jornal-1-25438273  acesso 30 de mar. de 2022 

https://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/dossie-tenta-associar-pastor-do-mec-esquerda.html acesso 30 de mar. de 2022 

https://oglobo.globo.com/politica/pastor-lobista-cobrou-repasse-para-obra-missionaria-no-exterior-diz-primeiro-denunciante-do-caso-mec-25453481 acesso 30 de mar. de 2022 

G1

https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/11/03/donos-de-empresa-que-nao-entregou-respiradores-comprados-pelo-consorcio-nordeste-ficam-em-silencio-na-cpi-da-covid-no-rn.ghtml  acesso 30 de mar. de 2022 

https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/07/08/mpf-determina-abertura-de-inquerito-para-apurar-compra-de-respiradores-pelo-governo-da-ba-e-consorcio-nordeste.ghtml acesso 30 de mar. de 2022 

UOL 

https://educacao.uol.com.br/noticias/2022/03/25/pastor-arilton-24-vezes-palacio-planalto.htm acesso 30 de mar. de 2022 

Poder 360

https://www.poder360.com.br/brasil/prefeito-diz-que-pastor-arilton-moura-pediu-r-15-000-de-propina/ acesso 30 de mar. de 2022

https://www.poder360.com.br/poderdata/lideres-religiosos-sao-flexiveis-na-politica-diz-pesquisador/ acesso 31 de mar. de 2022  

Metrópoles 

https://www.metropoles.com/colunas/guilherme-amado/pastor-lobista-do-mec-levou-secretaria-para-evento-do-fnde-em-sp acesso 30 de mar. de 2022

https://www.metropoles.com/colunas/guilherme-amado/servidores-de-goiania-governada-por-pastor-atuaram-com-pastor-do-mec acesso 30 de mar. de 2022 

Correio Braziliense 

https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2022/03/4995574-pastor-que-atuava-como-lobista-no-mec-abriu-uma-faculdade.html acesso 30 de mar. de 2022 

https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2022/03/4996085-com-inquerito-escandalo-no-mec-vira-caso-de-policia.html acesso 30 de mar. de 2022 

Youtube 

https://www.youtube.com/watch?v=c9UL_PnLM7U acesso 30 de mar. de 2022 

https://www.youtube.com/watch?v=xCiOWM22yGU&t=2s acesso 30 de mar. de 2022 

Faculdade ITCT

http://cristoparatodosjp.comunidades.net/itct-inst-teologico-cristo-para-todos acesso 30 de mar. de 2022 

Partido dos Trabalhadores 

https://pt.org.br/ministro-da-educacao-cai-novo-caso-de-corrupcao-no-governo-bolsonaro/ acesso 30 de mar. de 2022 

Convenção Geral dos Ministros das Igrejas Assembleia de Deus do Brasil

https://cgadb.org.br/ acesso 30 de mar. de 2022 

Instagram 

https://www.instagram.com/p/CbbdrP5D8KY/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading acesso 30 de mar. de 2022 

Twitter 

https://twitter.com/PastorMalafaia/status/1508481463280410633?s=20&t=f1qA-tnAhN16q-PkKCQarg  acesso 30 de mar. de 2022 

https://twitter.com/DepSostenes acesso 30 de mar. de 2022 

Senado 

https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2022/03/23/girao-pede-diligencia-sobre-denuncias-de-desvio-de-recursos-por-estados-e-municipios acesso 30 de mar. de 2022 

O Dia

https://odia.ig.com.br/brasil/2022/03/6365290-prefeitos-denunciam-que-pastor-arilton-moura-pedia-propina-para-liberar-recursos-do-mec.html acesso 30 de mar. de 2022 

*Foto de capa: Luis Moura/MEC

Compartilhe!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email