É falso que Papa Francisco segura bandeira gay em foto

Papa Francisco posa para fotos segurando a bandeira do Movimento LGBT em protesto pelo atentado da boate Pulse.

Desde que assumiu o comando da Igreja Católica, o papa Francisco é assunto recorrente na mídia. Se sua eleição foi singular por ser o primeiro papa não-europeu em séculos e o primeiro latino-americano a assumir o posto, Em seus último anos como pontífice, Francisco continua midiático, seja por sua postura humilde ou por suas declarações. O Bereia já produziu matéria sobre outro conteúdo falso envolvendo o Papa Francisco veja aqui.

O fato é que quando questionado sobre temas sensíveis à Igreja, como dinheiro, pedofilia e a homossexualidade, Francisco usualmente se posiciona de forma muito menos conservadora que seus antecessores. Sobre homossexuais buscarem a fé na Igreja Católica, por exemplo, o papa foi categórico ao dizer que não poderia julgar ninguém.

Após o ataque que matou 53 pessoas na boate Pulse, em Orlando (EUA), ele manifestou total repúdio ao o ocorrido e o tratou como um ato de ‘ódio sem sentido’. Quase no mesmo período começou a circular na internet a imagem dele com a bandeira colorida do Movimento LGBT em postagens que o parabenizam por defender os gays.

“Mais uma vez o Papa Francisco me comove ao segurar a bandeira do movimento LGBT, em protesto contra o assassinato de gays na boate de Orlando.”

A imagem falsa do Papa segurando a bandeira do movimento LGBT circula desde 2013.

Papa Francisco segurou bandeira gay?

Acontece que a imagem não é verdadeiraA foto é uma montagem feita com a imagem de Francisco segurando a bandeira da Argentina , quando esteve no Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude em 2013.

A foto verdadeira foi tirada por Stefano Rellandini da agência de notícias AP em 25 de julho de 2013.

Reprodução/ Momento Verdade

A postagem original da foto modificada é de julho do mesmo ano, foi feita por um site mexicano chamado Reporte Indigo e no em 2014 começou a ser replicada no Brasil. Aqui, a postagem mais antiga é de meio de 2014 quando a foto foi utilizada para ilustrar a notícia sobre uma nota em favor da comunidade LGBT divulgada pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo às vésperas da Parada Gay.

Ou seja, o papa Francisco não posou para foto segurando a bandeira do Movimento LGBT em protesto contra o atentado da boate Pulse nem a brandiu em favor da causa gay. A imagem é mais uma montagem sobre ele e o caminho que o pontífice e a Igreja ainda precisam percorrer para que esta se torne realmente inclusiva.

***

Esta classificação dos conteúdos por meio das etiquetas não é uma certificação da verdade, mas um guia para orientar a leitura crítica de notícias. O intuito é contribuir para que o/a leitor/a tenha acesso a uma maior pluralidade de pontos de vistas e, assim, amplie as alternativas possíveis de avaliação das informações que recebe diariamente nas mídias digitais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *