É falso que Papa Francisco segura bandeira gay em foto

[elementor-template id=”983″]

Papa Francisco posa para fotos segurando a bandeira do Movimento LGBT em protesto pelo atentado da boate Pulse.

Desde que assumiu o comando da Igreja Católica, o papa Francisco é assunto recorrente na mídia. Se sua eleição foi singular por ser o primeiro papa não-europeu em séculos e o primeiro latino-americano a assumir o posto, Em seus último anos como pontífice, Francisco continua midiático, seja por sua postura humilde ou por suas declarações. O Bereia já produziu matéria sobre outro conteúdo falso envolvendo o Papa Francisco veja aqui.

O fato é que quando questionado sobre temas sensíveis à Igreja, como dinheiro, pedofilia e a homossexualidade, Francisco usualmente se posiciona de forma muito menos conservadora que seus antecessores. Sobre homossexuais buscarem a fé na Igreja Católica, por exemplo, o papa foi categórico ao dizer que não poderia julgar ninguém.

Após o ataque que matou 53 pessoas na boate Pulse, em Orlando (EUA), ele manifestou total repúdio ao o ocorrido e o tratou como um ato de ‘ódio sem sentido’. Quase no mesmo período começou a circular na internet a imagem dele com a bandeira colorida do Movimento LGBT em postagens que o parabenizam por defender os gays.

“Mais uma vez o Papa Francisco me comove ao segurar a bandeira do movimento LGBT, em protesto contra o assassinato de gays na boate de Orlando.”

A imagem falsa do Papa segurando a bandeira do movimento LGBT circula desde 2013.

Papa Francisco segurou bandeira gay?

Acontece que a imagem não é verdadeiraA foto é uma montagem feita com a imagem de Francisco segurando a bandeira da Argentina , quando esteve no Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude em 2013.

A foto verdadeira foi tirada por Stefano Rellandini da agência de notícias AP em 25 de julho de 2013.

Reprodução/ Momento Verdade

A postagem original da foto modificada é de julho do mesmo ano, foi feita por um site mexicano chamado Reporte Indigo e no em 2014 começou a ser replicada no Brasil. Aqui, a postagem mais antiga é de meio de 2014 quando a foto foi utilizada para ilustrar a notícia sobre uma nota em favor da comunidade LGBT divulgada pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo às vésperas da Parada Gay.

Ou seja, o papa Francisco não posou para foto segurando a bandeira do Movimento LGBT em protesto contra o atentado da boate Pulse nem a brandiu em favor da causa gay. A imagem é mais uma montagem sobre ele e o caminho que o pontífice e a Igreja ainda precisam percorrer para que esta se torne realmente inclusiva.

***