É imprecisa reportagem sobre gari que virou doutor em Teologia no Ceará

No dia 09 de março de 2020, o site CPAD News publicou matéria com o seguinte título: “Gari que estudava com livros achados no lixo se torna doutor em Teologia”.

A matéria do CPAD News relata:

Um gari da cidade do Crato (CE) encontrou no lixo uma forma de mudar de vida e se tornou um exemplo de superação. Desde os 18 anos de idade, Cícero Rodrigues Ferreira – conhecido como Ferreirinha – encontrava livros no lixo que recolhia e os levava para casa para estudar.

Ferreirinha sentiu que seu esforço foi recompensado quando recebeu no final do ano passado o seu diploma de Teologia.

Hoje com 39 anos, dos quais 21 foram dedicados à limpeza pública, Cícero contou que há quatro anos incluiu em sua rotina as salas de aula, trabalhando como professor em instituições de ensino de Crato, Juazeiro do Norte, Iguatu e Icó.

Cícero contou que se sente orgulhoso e “realizado” pela trajetória.

“Eu inspiro outras pessoas”, afirmou.

Há seis anos, ele foi promovido dentro da limpeza pública e deixou de varrer e recolher o lixo das ruas para cuidar da parte administrativa do serviço, emitindo ofícios, memorandos e fazendo registro de horas-extras. Tudo por causa dos estudos.

Breve histórico

Ferreirinha é o mais velho de quatro irmãos e teve uma infância pobre, em uma casa de apenas um cômodo, no bairro Alto da Penha, no Crato. Seus pais não tiveram oportunidade de estudar, mas sempre incentivaram as crianças a terem outro destino.

Com influência da música internacional Cícero aprendeu inglês ainda na adolescência e começou a dar aulas no ensino secundário.

Já aos 18 anos, ele conseguiu seu primeiro emprego na coleta de lixo do Crato. Mesmo com uma jornada de trabalho cansativa, que ia das 5h às 18h, Ferreirinha assistia aulas à noite para concluir seus estudos do Ensino Médio. Porém, durante um tempo, acabou largando os estudos e dedicando-se somente ao trabalho.

Mas o desejo de aprender mais sobre a Bíblia e amadurecer sua própria fé cristã protestante o fez voltar a estudar. Em 2015, Cícero estudou Teologia no seminário do Crato. Depois de três anos, conseguiu o bacharelado.

“Sempre gostei de Teologia Sistemática, que vai organizando os pensamentos” explica Ferreirinha.

Mestrado

Com o Ensino à Distância (EAD), o gari iniciou então seu mestrado em Teologia. Estudando por volta de cinco a seis horas por dia, conseguiu cumprir as 18 disciplinas e conquistou seu diploma. No tempo do mestrado, Cícero se mostrou autodidata e aprendeu o idioma grego sozinho.

“Isso nasceu da necessidade. O Novo Testamento foi escrito em grego, como também sou professor, tive que entender os escritos originais”, conta.

Hoje, Cícero também compreende a escrita do hebraico.

Após aprender o idioma grego, Ferreirinha começou seu doutorado, concluído também à distância, há dois anos e meio.

Agora, Cícero é doutor em Teologia, com ênfase em Psicologia Pastoral e está apto a lecionar 16 disciplinas. Apesar disso, :

“Mas ainda me considero gari, com muito orgulho. Meu registro está como gari”.

Fonte: G1

Bereia checou as informações e verificou que, de acordo com o relato disponível no Portal da Transparência do município de Crato (CE), Cícero Rodrigues Ferreira é servidor público municipal há 18 anos e sua função consta como gari.

Bereia também checou a existência da instituição de ensino e do curso mencionado no diploma que ilustra a matéria. O Instituto de Teologia Logos é uma microempresa de ensino superior e pós-graduação, conforme consta no seu CNPJ junto à Receita Federal. No entanto, a empresa não é reconhecida pelo Ministério da Educação para a oferta de cursos superiores e/ou de pós-graduação com validade legal.

O registro do CNPJ da empresa consta ativo na base de dados da Receita Federal.

As páginas dos cursos do Instituto de Teologia Logos, incluindo o curso de doutorado em Teologia citado na reportagem do CPAD News, na parte de dúvidas frequentes, último bloco de informações da página, explicitam: “não temos e não focamos o reconhecimento do MEC”.

Também foi verificado, na plataforma oficial e-MEC, a lista de instituições que estão ou já foram autorizadas a funcionar cursos superiores no Brasil, e nenhum registro foi encontrado para o nome da instituição em questão.

É importante destacar que a matéria compartilhada no site CPAD News foi publicada originalmente pelo portal de notícias G1, do estado do Ceará, no dia 07 de março de 2020. Posteriormente, vários outros sites religiosos compartilharam a matéria, como Guiame e Amigo de Cristo.

De acordo com o artigo 29 do Decreto 9.235 de 15 de dezembro de 2017, que dispõe sobre a regulamentação do ensino superior brasileiro, cursos de pós-graduação só podem ser ofertados por instituições de ensino credenciadas pelo MEC.

CONCLUSÃO: IMPRECISA

A matéria publicada pelo CPAD News é imprecisa, pois provoca entendimento distorcido por não considerar que o curso é chamado erroneamente de doutorado, enquanto, na verdade, é de livre oferta. Também não há registro que comprove a atividade do entrevistado por 21 anos como gari, apenas 18 anos conforme registro da própria Prefeitura de Crato (CE).

Por fim, a instituição de ensino em que o entrevistado estudou não está autorizada pelo MEC para ofertar cursos de ensino superior, além disso, o diploma expedido não tem titulação compatível (Doutorado em Teologia) ou superior ao nível de ensino ministrado.

É importante reconhecer o esforço de Cícero Rodrigues Ferreira para estudar e buscar conhecimento. Isto deve ser valorizado e estimulado. O que está em questão é o reconhecimento de diplomas. Há muitos cursos de Teologia oferecidos por variadas igrejas e instituições no país, como resultado do crescimento das igrejas evangélicas. Um número significativo é reconhecido pelo MEC, outros são cursos livres, cuja diplomação não é considerada como “curso superior” pelo Governo Federal.

No caso da Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado, os cursos devem ser credenciados e avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Ela está vinculada ao Ministério da Educação e subdividida em áreas de conhecimento. Ciências da Religião e Teologia é uma delas, de número 44.

Segundo o coordenador para Mestrados Profissionais desta Área, Prof. Dr. Claudio de Oliveira Ribeiro, o reconhecimento dos cursos de Mestrado e Doutorado garantem a legitimidade acadêmica da formação dos estudantes pois eles são aprovados a partir de critérios de qualidade nos conteúdos, na infraestrutura das instituições que oferecem e na capacidade do corpo docente, de quem se demanda não apenas o ensino mas também a produção de conhecimento com pesquisas. O coordenador da área esclarece ainda que a diplomação em cursos livres não permite a atuação profissional em espaços públicos e nem o prosseguimento de estudos em instituições renomadas.

Bereia também preparou um check-list para os leitores interessados em estudar teologia, ciências da religião, educação cristã e outros cursos mais buscados pelos fiéis de várias igrejas e comunidades.

CUIDADOS AO SE MATRICULAR:

1 – Verifique o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) e a situação da instituição no MEC. Se, ao verificar CNPJ, o leitor encontrar alguma divergência entre o curso oferecido e a autorização para o funcionamento da instituição – ou se o CNPJ estiver suspenso, irregular ou, mesmo, se não existe CNPJ, recomenda-se muito cuidado. Instituições com problemas no CNPJ estão promovendo desinformação e confusão no Ensino Superior.

Para ver o CNPJ – http://receita.economia.gov.br/interface/lista-de-servicos/cadastros/cnpj/comprovante-de-inscricao-e-situacao-cadastral-cnpj

Para conferir a situação no MEC: http://portal.mec.gov.br/instituicoes-credenciadas

2 – Se a instituição tem CNPJ e oferece cursos regulares, o próximo passo é checar a reputação. Atualmente, basta um google para verificar se há processos na justiça contra o CNPJ. Mas, também, existem sites como o “reclame aqui”, no qual os usuários dão ranking para compras e serviços. Ali, verifica-se que muitas instituições de ensino têm deixado a desejar.

 Confere aí – https://www.reclameaqui.com.br/

3 – Se instituição passar pelos dois critérios anteriores, aí vale a pena checar o corpo docente (os educadores, professores e coordenadores dos cursos). Se você se identifica com alguma das linhas de trabalho, pesquisa e deseja um diploma, certificado, ou busca conhecimento. Esse é o caminho.

VALIDAÇÃO DOS DIPLOMAS DE TEOLOGIA

(Acréscimo à matéria, edição feita em 12/03/2020)

Em 1999, o Parecer 241 da legislação do Ensino Superior reconheceu a Teologia como área do saber universitário. Existem mais de 150 cursos de graduação e cerca de 70 cursos de especialização (pós-graduação) na área de Teologia reconhecidos pelo MEC.

A homologação também estabeleceu um prazo para a “Convalidação” – alternativa para quem fez seminários e, posteriormente, optou por validar o seu diploma como equivalente a curso superior.

O prazo final para as validações foi Setembro de 2017. Ou seja, ao regulamentar os cursos existentes, o MEC também encerrou a prática anterior de permitir a validação (na prática, uma extensão feita por algumas universidades para portadores de cursos livres).

Os cursos chamados livres continuam funcionando normalmente, mas tem que se adaptar e não poderão mais utilizar-se de nomenclaturas oficiais (Bacharelado, Mestrado, Doutorado), sob pena de fiscalização e denúncia perante o Ministério Público Federal.

Fique atento:  não há mais validação de diplomas e somente as instituições credenciadas no MEC podem oferecer diploma de Bacharel em Teologia, Mestrado e Doutorado.

________________________________

Referências de checagem:

Foto de destaque. Disponível em: https://razoesparaacreditar.com/gari-estudos-livros-lixo-diploma-doutorado/

Gari que estudava com livros achados no lixo se torna doutor em Teologia. Disponível em: http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/49696/gari-que-estudava-com-livros-achados-no-lixo-se-torna-doutor-em-teologia.html

Após começar a estudar com livros achados no lixo, gari recebe diploma de doutorado no Ceará. Disponível em: https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2020/03/07/apos-comecar-a-estudar-com-livros-achados-no-lixo-gari-recebe-diploma-de-doutorado-no-ceara.ghtml

Decreto nº 9.235/2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9235.htm#art29

E-MEC. Disponível em: http://emec.mec.gov.br/

Instituto de Teologia Logos. Curso de doutorado em Teologia. Disponível em: https://institutodeteologialogos.com.br/curso-doutor-em-teologia/?hsrc=QmxvZ1RvcG8%3D

Portal da Transparência – Crato (CE). Disponível em:  http://www.sstransparenciamunicipal.net/transparencia/folha.php?entcod=25&dataini=01/08/2019&datafim=31-03-2020&campo=1FOLFUNCIONARIONOME&texto=Um9kcmlndWVzIEZlcnJlaXJh&pagina=2

Receita Federal – Emissão de Comprovante de CNPJ. Disponível em: http://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/cnpjreva/Cnpjreva_Solicitacao.asp

One Reply to “É imprecisa reportagem sobre gari que virou doutor em Teologia no Ceará”

  1. Avatar

    É bastante admirável o empenho de Cícero Rodrigues Ferreira em buscar qualificação teológica. É um sonho de muitos pastores ter entre os membros de suas igrejas pessoas interessadas em progredir no conhecimento da teologia e Bíblia. Infelizmente muitos seminários e institutos bíblicos não atentam para as leis que regem o ensino no Brasil como demonstra bem a matéria acima. Não é errado oferecer cursos de qualificação, tem o seu lugar e espaço. O que está errado é oferecer os cursos com as nomenclaturas do MEC. Bacharel em Teologia não pode ser usado, assim com Mestrado e Doutorado.

Comments are closed.