Dados do ranking internacional da educação não são positivos

[elementor-template id=”909″]

O portal de notícias Pleno News divulgou no dia 03 de dezembro a matéria “Ranking de educação coloca Brasil na frente da Argentina”. A matéria se baseia em dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) de 2018, divulgados essa semana. O Pisa é realizado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e analisa o desempenho de estudantes de 15 anos de diversos países nas áreas de leitura, matemática e ciências.

Pleno News distorce as informações do ranking para argumentar que houve um progresso nos índices de educação do Brasil, mas os dados revelam que o país ocupa o ranking dos 20 piores países em educação. No ranking geral, o Brasil ficou em 57° lugar em leitura, em 70° em matemática e em 66° em ciências, entre 79 países.

Segundo o site, “Além de vencer os vizinhos da América do Sul, o Brasil ainda conseguiu melhores resultados que Indonésia e Arábia Saudita em todos os quesitos avaliados”. As informações levantadas pelo Pleno News em comparativo com Argentina, Colômbia, Indonésia e Arábia Saudita são parcialmente verdadeiras, além disso, o Brasil não ficou à frente de todos os vizinhos da América do Sul. Uruguai e Chile estão acima do Brasil em todas as categorias. O Brasil superou a Colômbia apenas no quesito leitura, e mesmo assim, somente por um ponto, ficando atrás em matemática e ciências. Em contraponto com a Argentina, o Brasil empate em ciências, no entanto, pontua mais em leitura e matemática.

Em comparação com o último ranking, divulgado em 2015, o Brasil caiu da 63ª para a 66ª colocação em ciências e desceu da 66ª para a 70ª posição em matemática.

 Apenas em leitura o Brasil subiu no ranking, saindo da posição 59ª para a 57ª.

Os dados revelam em verde a progressão as notas do Brasil nos últimos 10 anos e em roxo a média da OCDE.

LEITURA

MATEMÁTICA

CIÊNCIA


“Fonte: OCDE/Pisa 2018 Infográfico: Chantal Wagner / Gazeta do Povo”
Gráfico da Gazeta do Povo, comparativo entre países no ranking do Pisa.

Portanto, a notícia do Pleno News é enganosa, visto que não leva em conta todos os dados do Pisa e se distorce informações a fim de transmitir uma ideia de progresso nos índices de educação, por consequência, favorável às atuais políticas, o que não corresponde à realidade do país.

Referências de Checagem:

Ranking de educação coloca Brasil na frente da Argentina https://pleno.news/educacao/ranking-de-educacao-coloca-brasil-na-frente-da-argentina.html

Relatório do Brasil no PISA http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/documentos/2019/relatorio_PISA_2018_preliminar.pdf

Brasil cai em ranking mundial de educação em matemática e ciências; e fica estagnado em leitura https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/12/03/brasil-cai-em-ranking-mundial-de-educacao-em-matematica-e-ciencias-e-fica-estagnado-em-leitura.ghtml

Gráfico da Gazeta do Povo, comparativo entre países no ranking do Pisa. https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/estudantes-brasileiros-continuam-entre-os-piores-no-pisa-2018/#ancora-1

“Pisa 2018: estudantes brasileiros continuam entre os piores do mundo” https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/estudantes-brasileiros-continuam-entre-os-piores-no-pisa-2018/#ancora-1